Biovida Azum

Category Tags , , ,

Valor sob consulta

Inoculante para milho, trigo e coinoculação em soja

Disponível por encomenda

Apresentação do Produto

Biovida Azum  é um inoculante líquido formulado com a bactéria  Azospirillum brasilense (AbV5), garantindo fornecimento adicional de nitrogênio e ainda promovendo um maior crescimento das plantas, a um baixo custo e ambientalmente correto. É registrado para uso nas culturas do milho, trigo e coinoculação em soja.

Vídeo

MODO DE APLICAÇÃO

Via semente ou sulco de plantio ou pulverização

  • Adequada concentração e viabilidade de bactérias fixadoras de nitrogênio e promotoras de crescimento (Azospirillum brasilense), garantindo fornecimento de quantidades adicionais de nitrogênio para as culturas do milho, soja e trigo e ainda, melhor desenvolvimento das plantas. 
  • Contém soluções estabilizadoras do metabolismo das bactérias, permitindo maior viabilidade e efetividade da bactéria.
  • Trabalhos inéditos de pesquisa comprovam a eficácia do Biovida Azum  na produção de hormônios ligados diretamente ao desenvolvimento das plantas, como auxina, citocinina e giberelina. Com maior crescimento do sistema radicular das plantas, o Biovida Azum  permite a planta melhor explorar os recursos do ambiente com consequente maior disponibilidade de água e nutrientes.
  • Maior síntese de citocinina nos meristemas das raízes, atuando na divisão celular, acelerando a germinação, reduzindo a dominância apical e retardando a senescência das plantas.
  • Na cultura da soja, a coinoculação estimula uma nodulação mais precoce, maior número e peso de nódulos (inclusive na raiz principal que são os nódulos mais eficientes), e consequentemente maior quantidade de nitrogênio fixado biologicamente, acarretando maior produtividade. 
  • Contribui para a máxima sustentabilidade socioeconômica e ambiental do sistema de produção agrícola.

GARANTIAS

  • Unidades formadoras de colônias: 3 x 108 UFC/mL
  • Densidade: 1,03 g/mL

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

  • Natureza física: Fluído (líquida)

– Via semente: 

Milho: 100 mL/ha

Soja: 100 mL/50 kg

Trigo: 100 mL/20 kg 

 

– Sulco de plantio (milho, soja e trigo):

200 mL/ha 

 

– Pulverização foliar (milho, soja e trigo):

200 a 300 mL/ha  

 

Observações: Cuidados especiais devem ser tomados no modo de uso do Biovida Azum, conforme instruções de uso e informações adicionais.

Descrição

Biovida Azum  é um inoculante líquido formulado com a bactéria  Azospirillum brasilense (AbV5), garantindo fornecimento adicional de nitrogênio e ainda promovendo um maior crescimento das plantas, a um baixo custo e ambientalmente correto. É registrado para uso nas culturas do milho, trigo e coinoculação em soja.

Vídeo

MODO DE APLICAÇÃO

Via semente ou sulco de plantio ou pulverização

EMBALAGENS

  • Caixas de papelão com 120 doses contendo 4 bags de 1,8 L

 

INSTRUÇÕES DE USO PARA A INOCULAÇÃO VIA SEMENTE COM O BIOVIDA® AZUM

 

Dose do inoculante

Utilizar sempre a dose recomendada do Biovida Azum. Evitar o uso de doses acima do recomendado.

Inoculação

Existem no mercado nacional diversos tipos de máquinas para garantir uma boa distribuição do Biovida Azum  nas sementes de milho, soja e trigo, desde bentoneiras, até equipamentos com rosca sem fim, normalmente, utilizadas em grandes propriedades agrícolas. 

Entretanto, tomar os devidos cuidados na inoculação, tais como:

  • Inocular as sementes à sombra;
  • As sementes inoculadas não devem ser expostas ao sol;
  • A semeadura da soja deve ser realizada até 18 horas após a inoculação;
  • Nunca misturar na mesma calda, o Biovida Azum com os inseticidas, fungicidas e micronutrientes. Recomenda-se que o Biovida Azum seja o último produto a ser adicionado às sementes.

 

INSTRUÇÕES DE USO PARA A INOCULAÇÃO VIA SULCO COM O BIOVIDA® AZUM

   

Dose do Biovida Azum 

A dose do Biovida Azum no sulco de plantio das culturas deve ser sempre maior que a utilizada nas sementes. 

A dose recomendada do Biovida Azum no sulco de plantio é 200 mL/ha, independente da cultura.

Volume de calda 

O volume mínimo de calda no sulco de plantio da soja varia de 40 a 50 L/ha, aplicado preferencialmente em filete contínuo.

Demais cuidados

Após o preparo da calda com o Biovida Azum, aplicá-la no máximo até 18 horas.

Quanto à mistura com outros produtos (fertilizantes, defensivos agrícolas, biodefensivos agrícolas e biofertilizantes), consulte a tabela de compatibilidade. 

O equipamento deve ter sempre um tanque com proteção térmica, de modo que a temperatura da calda permaneça amena e favorável para a sobrevivência das bactérias. Caso o equipamento não tenha o tanque com proteção térmica, deve-se cobrir o mesmo com uma manta térmica. 

A aplicação do Biovida Azum no sulco de plantio é uma excelente alternativa à aplicação do inoculante nas sementes de soja e é um método de inoculação fomentado pela pesquisa oficial brasileira, sendo altamente eficiente em garantir uma excelente fixação biológica do nitrogênio.

 

INSTRUÇÕES DE USO PARA A INOCULAÇÃO VIA PULVERIZAÇÃO COM O BIOVIDA® AZUM

A pulverização com Biovida Azum pode ser uma alternativa ao uso via semente ou sulco de plantio do milho, soja e trigo.

Dose do Biovida Azum 

Dose do Biovida Azum: 200 a 300 mL/ha

Volume de calda de pulverização: Mínimo de 150 L/ha;

Qualidade da água: Utilizar água de boa qualidade, evitando a utilização de defensivos agrícolas e fertilizantes incompatíveis com o Biovida Azum, dentre os quais os acidificantes e aqueles que aumentam excessivamente o índice salino da calda de pulverização.

Momento da aplicação: Estádio fenológico em que a lavoura se encontra aberta (exposição parcial do solo), facilitando que o inoculante atinja o alvo (solo), normalmente, no início da fase vegetativa das culturas. Realizar a aplicação do Biovida Azum nos horários com temperatura mais amena e com a maior umidade relativa do ar. Realizar a aplicação do Biomax Azum no final do dia com o solo úmido e em dias com maior probabilidade de chuva após a aplicação do produto. Em sistema de cultivos irrigado via pivô central, realizar a irrigação após a aplicação do inoculante.

 

INSTRUÇÕES DE USO PARA OUTRAS FORMAS DE INOCULAÇÃO

Caixa da semeadora 

A distribuição do Biovida Azum nas sementes na caixa da semeadora, não é considerada uma alternativa a inoculação nas sementes ou no sulco de plantio das culturas. Entretanto, é um paliativo para os produtores agrícolas com dificuldades operacionais na realização das formas de inoculação com comprovação científica – via sementes ou no sulco de plantio das culturas.

Dose do Biovida Azum 

A dose do Biovida Azum da semeadora deve ser sempre maior que a comumente utilizada no tratamento de sementes convencional, pois boa parte das sementes podem ficar sem o devido recobrimento com o inoculante. 

Portanto, para garantir melhor distribuição do Biovida Azum nas sementes, é necessário o aumento da dose do inoculante para 200 mL/ha.

Após adicionar o Biovida Azum na caixa da semeadora, é indispensável que seja feita a mistura do inoculante com as sementes, para minimizar a desuniformidade na distribuição do produto. A mistura pode ser feita com uma estaca ou até mesmo utilizando máquinas de rosca sem fim portátil. 

Sempre ficar atento com o fundo da caixa da semeadora, que geralmente é o local que recebe a menor quantidade do inoculante. 

Realizar a semeadura o mais rápido possível após a inoculação.

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Cuidados prévios e no plantio das culturas

Corrigir a saturação de bases (V) para a faixa adequada ao desenvolvimento das culturas com antecedência mínima de 90 dias antes do plantio. A saturação por bases situa-se entre 60 e 70%, dependendo das características químicas dos solos. 

Realizar a adubação no solo fornecendo os nutrientes nas doses que possam maximizar o potencial produtivo das culturas do milho, soja e trigo.

Se for possível, manter uma cobertura vegetal no solo (plantio direto) para minimizar os efeitos das altas temperaturas na sobrevivência da bactéria Azospirillum brasilense (AbV5).  Além disso, ocorre a manutenção da umidade do solo na faixa adequada às bactérias.

Realizar o plantio das culturas em solos com teor adequado de umidade para viabilizar uma boa nodulação. A condição ideal para o estabelecimento da fixação biológica do nitrogênio é a não ocorrência de veranicos nas primeiras semanas após o plantio das sementes inoculadas.

Cuidados com o Biovida Azum 

Não utilize o Biovida Azum com a data de validade vencida e com o lacre violado.

Verifique se o inoculante está armazenado em condições adequadas de temperatura e ao abrigo do sol. O Biovida Azum deve ser armazenado em temperatura ambiente igual ou inferior a 30 °C e devidamente lacrado, mantêm a concentração de unidades formadoras de colônias no mínimo por 6 meses após a data de fabricação.

Em casos de dúvidas, consulte os nossos especialistas.

Biovida Azum

Disponível por encomenda